AffonsoRitter.com.br
 
 
Última atualização às:
18:33 - 30/11/2021
Página principal com destaques Destaques
Confira todas as notícias Notícias
Confira nossa NewsLetter NewsLetter
Saiba quem é Affonso Ritter Quem é ?
Entre em contato Contato
Seção Empreendedores Empreendedores
Seção Amantes do Vinho Amantes do Vinho
Dicas de Links Dicas de links
 
Banrisul - CDC Sustentabilidade
GBOEX
Advanced IT
 
 
 
 
Guedes teve de jogar a toalha

Em uma longa reunião no Palácio da Alvorada o ministro da Economia, Paulo Guedes, teve que jogar a toalha e aceitar a proposta de Plano B para o novo Auxílio Brasil, com parte dos recursos fora do teto. Segundo apurou a coluna de Carla Araújo, do portal UOL, Guedes disse que, mesmo contra a proposta, aceitaria os argumentos da maioria. O time dos ministros políticos pedia soluções para o benefício social, diante da proximidade do fim do auxílio emergencial e com dificuldades de aprovação das matérias no Congresso, principalmente em relação à reforma do IR (Imposto de Renda). A ala política conseguiu convencer o presidente de que o anúncio tinha que ser feito o quanto antes. Depois disso, nesta terça-feira (19), quando Guedes comunicou à sua equipe que eles teriam que tirar do papel a proposta de um auxílio de R$ 400, houve reação de pelo menos dois de seus secretários: Bruno Funchal (secretário especial da Fazenda) e Jeferson Bittencourt (secretário do Tesouro Nacional). Nas palavras de um auxiliar de Bolsonaro, "os homens que têm a chave do cofre ameaçaram pedir demissão.

Incluída em: 19/10/2021 - 19:21

VoltarVoltar

 
  18:33 - O dólar sobe para R$ 5,636
  18:28 - Canoas antecipa o 13º salário
  18:11 - Menos 191 mil vagas em 2020
  18:05 - Os primeiros casos do ômicron
  17:54 - Assume nova diretoria do BRDE
  17:21 - Adiado prazo do RecuperaPOA
  17:18 - Gás canalizado em Gramado
  16:33 - Criadas 253 mil vagas no mês
  16:29 - Desemprego recua para 12,6%
  16:17 - A educação na cota do ICMS