AffonsoRitter.com.br
 
 
Última atualização às:
16:45 - 03/04/2020
Página principal com destaques Destaques
Confira todas as notícias Notícias
Confira nossa NewsLetter NewsLetter
Saiba quem é Affonso Ritter Quem é ?
Entre em contato Contato
Seção Empreendedores Empreendedores
Seção Amantes do Vinho Amantes do Vinho
Dicas de Links Dicas de links
 
BRDE
Banrisul
GBOEX
Intelig?ncia em Tecnologia da Informa??
 
 
 
Disputa além da econômica

A disputa comercial entre China e Estados Unidos vem causando preocupações em todo o mundo desde o começo de 2018, quando o presidente norte-americano, Donald Trump, fez o primeiro anuncio de tarifas impostas sobre produtos chineses. Desde então, foram feitas algumas tentativas de acordo, mas os rompimentos de tréguas com novos anúncios e ameaças de retaliações frustraram expectativas de solução. Em agosto, as tensões pioraram após a disputa, que até então se restringiam a anúncios e ameaças de tarifas sobre produtos importados, passar para o campo cambial. Em reação a uma nova rodada de tarifas dos EUA, a China desvalorizou fortemente sua moeda, o iuan, e foi acusada de manipulação cambial. Para especialistas, esta é uma disputa além da questão econômica, é uma questão geopolítica. ?Estamos diante da primeira grande disputa geopolítica do século 21, entre duas superpotências? - diz Carlos Gustavo Poggio, professor do curso de Relações Internacionais da FAAP. Segundo ele, ela é resultado do crescimento rápido da China nas últimas décadas, que reordenou a lógica dos mercados consumidores e da produção em todo mundo. "Uma potência que está emergindo incomoda a potência estabelecida. Um problema clássico das relações internacionais: como acomodar uma potência em ascensão em um sistema internacional com potências já estabelecidas?", pergunta.

Incluída em: 16/08/2019 - 06:36

VoltarVoltar

 
  20:24 - Mais Bolsonaro x Mandetta
  20:14 - Mourão defende isolamento
  20:05 - A vacina já em estágio final
  20:01 - Colhidos 59% do arroz
  19:55 - Autorizado um rombo maior
  19:51 - O dólar sobe para R$ 5,265
  19:44 - As remessas internacionais
  19:43 - Crise nos hotéis da Capital
  19:42 - Vírus atropela a cervejaria
  19:41 - Tyssenkrupp tem novo CEO